terça-feira, 4 de agosto de 2009

Castração, um ato de amor!

E aeeeeW Povinho!!!

Hoje eu vou falar sobre um assunto muito importante: a castração do seu bichinho. Para quem não sabe, castração é uma cirurgia (indolor) que depois de realizada vai impedir o seu animal de ter filhotes. Existem muitas técnicas que diferem de fêmea para macho: no macho o procedimento é bem simples e seu bichinho se recupera rapidamente, na fêmea é mais invasivo mas se bem realizada ela recupera-se entre 7 e 10 dias.

Por que realizar?
Eu indico a castração para o caso dos animais sem raça definida (S.R.D.) ou "raceados" de alguma forma que não possuam uma raça pura atestada. Por que? Porque são justamente esses que são jogados na rua como se fossem objetos ao primeiro sinal de dificuldade. E quando eles vão parar na rua é muito difícil sair de lá. Agora se for no caso de um animal de raça é mais difícil de ocorrer porque primeiro ninguém vai jogar na rua um bicho que custou caro, segundo se jogar sempre vai ter alguém para pegar. Um animal de raça não fica perdido na rua por muito tempo. Por essa razão eu sempre indico a castração para os nossos apelidados de S.R.D. Castração é um ato de amor. Além de ajudar o seu bichinho (reduzindo riscos de tumores e outras enfermidades) você estará ajudando no controle da população de animais errantes. É importante lembrar que o aumento populacional dos cachorros e gatos de rua não são determinados apenas pelos animais que já vivem nas ruas, mas também pelos que possuem dono e estes não querendo a ninhada jogam na rua. Ruas estas que estão repletas de cães e gatos que acabam por sofrer maus tratos, ficam expostos a doenças, correndo risco de serem atropelados, envenenados e têm uma vida miserável até o dia de sua morte. Isso se não forem parar nos Centros de Vigilância Sanitária, onde geralmente ficam no máximo até 3 dias, se ninguém aparecer para recuperá-los sãoeutanasiados. Se tiver sorte, estiver saudável e for bonitinho pode ir parar num canil de adoção, o que é raro de acontecer. Eu que já tive a oportunidade de ir no CVA daqui de Recife, e ver o animais nos canis de espera, digo é horrível. Aqueles olhinhos brilhando para você e você tão impotente!
Alguns proprietários podem achar muito caro. O preço varia muito de clínica para clínica e de cidade para cidade, mas se na sua cidade tiver uma universidade federal com curso de medicina veterinária, com certeza o procedimento sai mais barato lá, e até de graça se seu animal for para uma aula prática (onde só o professor é que vai realizar a cirurgia, os alunos apenas acompanham). Sai muito mais barato do que dar injeção contraceptiva, que é um gasto frequente e que pode até gerar tumores de mama na fêmea (não é nada comprovado científicamente, mas que a gente vê muito ocorrer). Não é uma cirurgia que ofereça perigo a vida do seu animal, apenas os riscos normais de qualquer procedimento com anestesia geral, mas é sempre importante a realização de exames complementares de rotina para avaliar a situação do seu bichinho.


Quando realizar?
Eu particularmente recomendo após o primeiro cio nas fêmeas e após a descida completa dos testículos no macho. Dessa forma o animal pode se desenvolver corretamente, já que os hormônios gerados pelo sistema reprodutor são importantes nessa fase de vida para o crescimento saudável.

Então tá esperando o que? Mesmo que você não tenha um cãozinho ou gatinho nessas condições, passe essa informação adiante para as pessoas que têm. Conscientize seus amigos, vizinhos, namorado (a), família, todo mundo! Só assim a gente pode fazer desse mundo um lugar melhor. CONSCIENTIZAÇÃO!!!

Deixo agora os links de um vídeo bem legal produzido pelo Instituto Nina Rosa que é uma ONG reconhecida que possui trabalhos belissímos em conhecimentos para a defesa dos direitos animais, consumo sem crueldade e vegetarianismo.

Esse é o vídeo de Fulaninho, um cachorro com outro qualquer e como muitos outros que vocês já devem ter visto por aí:



5 comentários:

Lili disse...

Oi Yumii..MUITO OBRIGADA pela explicação rsrs..minha prima levou a cachorrinha dela pra castrar semana passada e eu fiquei tentando imaginar como era isso e o pq. E concordo com o vc disse plenamente! Cachorros de raça não ficam mt tempo na rua..tem preconceito até nesse mundo animal rs..concordo com vc em td

beijosss!

pequena disse...

Amiga eu passei no vestibular pra jornalismo e pra veterinária em 2002. No início tentei levar os 2 cursos, mas comecei a estagiar tbm e ficou bastante puxado, como me identifiquei mais com jornalismo e a minha turma da faculdade de lá era muito boa acabei trancando o curso de veterinária. Me formei em jornalismo em 2005 e trabalho na minha área. Ano passado decidi retomar o curso de mdeicina veterinária que faço na universidade federal daqui, só que eu pego poucas disciplinas pq não tenho como passar o dia inteiro na faculdade por conta do trabalho. Estou pegando disciplinas agora do 2 e do 3 período e nesse semestre só vou pagar 2 rsss e vc? Já é formada em MedVet? rsss bjocas miga linda rs

Rê :) disse...

Ai muito bom esse post! Tb quero castrar a minha daschund, vou fazer isso!

E é verdade né... porque meus pais não me colocaram no ballet mais cedo... e o pior é que me colocaram, mas quando fui passar pra ponta... eu desisti. bem coisa de adolescente rebelde... q ódio de mim!

hehehe, bjos

Ísis e Mardesson disse...

mulher, mainha tah pensando em castrar Nina e tah com medo... ela nao tah kerendo por ela pra cruzar pq axa q qdo ela engravidar vai ser bem problematico(todo mundo ker filhotes, mas nao kermos dar a ekm nao tem paciencia de verdade com cahorros, e ker soh pq eh bunitinhu! Kero ver se vai escovar todo dia, levar no pet shop, se dispor a gastar uma graninha...¬¬), fora q ela tem medo de nina ficar doente...vou por ela pra ler isso aki! ^^

Os Piquerruxos disse...

eu sou suuuuper a favor!
apesar de ter de submeter o nosso bichinha a mesa de cirurgia...uma das coisas q me faz se a favor eh q ele ficam mais calminhos e gordinhos!!

adorei o post!
bjos
=***